Arquivo da categoria: Informativo Cultural ML Jornalismo

Livia Garcia-Roza: “O lugar da literatura está além do lugar do escritor”

(…) O Capeta veio visitar nossa filha Cristina. Logo ela, a mais mansa. Tide não liga porque sabe que a irmã é santa mesmo. Eu lhe peço, minha madrinha do coração, que a senhora vá até a sua igreja cantar pra nosso senhor Jesus, pra que venha ele mesmo em pessoa castigar quem merece e livrar a menina (…). Trecho do livro O sonho de Matilde

Livia Garcia-Roza

“Procuro escrever não a partir do ‘eu’, mas para me distanciar dele, escrevo para dar voz ao ‘outro’ que me habita, numa tentativa constante de viver a experiência do desconhecimento”, afirma a escritora Livia Garcia-Roza. Formada em Psicologia, durante 10 anos ela conciliou o trabalho psicanalítico com o literário, até concluir que era o momento de fechar o consultório e se dedicar integralmente à literatura. “O que faço todos os dias: lendo e escrevendo, escrevendo e lendo, alternadamente. Escrever é exercitar a linguagem, é estar dentro dela, num embate e numa dificuldade com ela. A linguagem é algo extremamente difícil, muito poderoso. A leitura é a base da escrita. Eu vivo lendo. Faz parte do meu dia. É como caminhar, por exemplo”.

Livia escreve de uma maneira tão agradável, tão íntima, que permite ao leitor mergulhar nos seus personagens e se identificar com eles. Foi assim desde seu primeiro livro, Quarto de menina, de 1995, considerado como “Altamente Recomendável” pela Fundação Nacional do Livro Infantil Juvenil e sua obra com maior número de edições. Meus queridos estranhos e Solo feminino tiveram grande aceitação, principalmente entre as mulheres. Cartão-Postal é uma obra mais ousada (tem até um fã clube), assim como Cine Odeon, onde uma adolescente vive e narra sua paixão. Milamor, a história de uma mulher de 60 anos que se apaixona perdidamente, teve muita repercussão e foi finalista do Prêmio São Paulo de Literatura. O sonho de Matilde enfoca uma família aparentemente tranquila que de repente se vê obrigada a se confrontar com a loucura quando uma das filhas é atingida pela doença. “Mostra que a psicose nunca atinge apenas um membro da família, ela desestrutura a totalidade do ambiente familiar”, observa a escritora. “Apesar da ‘pesadez’ do tema, procurei tratá-lo com leveza e até certo humor”.

Para ela, o conto se configura como a forma mais difícil de literatura. Mesmo assim, a autora enfrentou o desafio muito bem, como nos livros Restou o cão e outros contos, A cara da mãeEra outra vez e Faces, que traz narrativas curtas postadas nas mídias sociais. Há ainda as obras destinadas ao público infantil, como O caderno de Liliana, A casa que vendia elefante, Betina tem um problema e Betina fica sozinha.  “Escrevo para ver o que vou encontrar”, comenta. “Não sei a hora de começar um livro, o tema que vai ser abordado, o horário em que vai ser escrito e muito menos como termina… O lugar da literatura está além do lugar do escritor”.

Livia diz que os escritores de maneira geral influenciaram não só a sua literatura como a sua vida. Entre aqueles que a inspiraram, ela destaca

Clarice Lispector, Lygia Fagundes Telles, Cecília Meirelles, Raduan Nassar e tantos outros, “para ficar com a prata da casa”. Os latino-americanos a agradam especialmente, sobretudo os uruguaios e os argentinos. “Uma grande paixão é o Juan Carlos Onetti, um contista maravilhoso, Um sonho realizado já li inúmeras vezes. Assim como Felisberto Hernández, Mario BenedettiCorreio do tempo é um livro belíssimo. Outra paixão é Roberto Bolaño: Os detetives selvagens me divertiram muito; achei ótima a história de O amuleto. Enfim, quando a gente gosta de literatura, quando somos amantes dela – e eu me considero uma dessas pessoas, feliz por ter encontrado esse mundo –, é a melhor das vidas possíveis”.

* Por Miriam Saade Haddad, da ML Jornalismo

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Informativo Cultural ML Jornalismo, ML Jornalismo

Adeus, Tatiana…

O domingo ficou mais cinzento e triste com a notícia da morte de Tatiana Belinky. Em homenagem a essa grande escritora, que conhecia a alma infantil como ninguém, postamos nossa última entrevista com a autora, que sempre recebeu a Ml Jornalismo com muito carinho.Imagem

Criança quer emoção

“Escrever é meu passatempo, meu divertimento, coisa séria e coisa brincadeira. Desde muito pequena, desde sempre. Meu pai lia poemas para mim e ele era performático: interpretava e contava as histórias. Minha mãe cantava em russo e alemão, um repertório vastíssimo, com letras muito interessantes. E, por estranho que pareça, me lembro de tudo até hoje. Muita coisa eu traduzi e adaptei de cor, sem o original e sem saber sequer quem eram os autores. Tenho um gravador na cabeça.”

Assim teve início a trajetória literária de Tatiana Belinky, uma das mais inventivas escritoras de contos e poemas infantis, que os pequeninos chamam carinhosamente de ‘Tati’. Nascida na Rússia, ela chegou ao Brasil aos 10 anos de idade, trazendo como único bem, apertado ao peito, um livro do famoso Ivan S. Turguêniev (cujos contos depois traduziu, como o comovente Estorinha de caçador). Aqui estudou, casou, teve filhos, netos e bisnetos, e nunca parou de trabalhar, sempre às voltas com os livros e as crianças. Dona de uma memória invejável, ela se prepara para comemorar 91 anos em 18 de março próximo, com a mesma alegria e jovialidade que tinha aos 21. O segredo é “manter a cabeça funcionando”, revela. “À noite, durmo pensando nos versinhos que vou escrever no dia seguinte”.

Mesmo convivendo com as crianças há tanto tempo, a escritora ainda se encanta com suas atitudes e observações inesperadas. “Como são inteligentes! Pegam tudo no ar, ouvem, repetem e já sabem aplicar de maneira lógica. É fantástico! Muitas vezes vou fazer palestras em escolas e os alunos estão na maior algazarra, mas não deixo a professora pedir silêncio. Criança gritando e falando é como passarinho, eu acho ótimo. Agora, quando é hora de escutar, eles escutam e não interrompem. Eu pergunto: Quem consegue pensar alguma coisa sem palavras? Silêncio. E aí eles entendem o que costumo dizer logo de início: a palavra é a grande majestade. Sem ela nada feito, em língua nenhuma. Começam então as indagações, o bate-papo, eles se divertem e eu me divirto. Eu aprendo muito com aqueles catatauzinhos, eles falam cada uma…”.

Para Tatiana, as crianças são naturalmente espertas. São os adultos que às vezes atrapalham com aquela coisa de ‘pode, não pode’, ‘deve, não deve’, ‘é bom, é mau’. “Tem de deixá-las entender, pensar, abrir as asas, voar. Quando eu era pequena, gostava de fábulas, mas a tal da moral da história me irritava demais. Quer dizer que me contam uma história e depois me explicam o que eu tenho de entender? Eu achava isso um desaforo”. Livro bom para criança, a seu ver, é aquele de que ela gosta. “Não gostou, larga e procura outro, não precisa ler até o fim. Não esqueço um comentário que minha neta fez há muitos anos: Sabe, Tati, livro que não dá para rir, não dá para chorar e não dá para ter medo não tem graça. Criança quer emoção, não quer coisa chata”.

Rebelde e contestadora por natureza, a escritora conta que quando era menina queria ser bruxa e não uma fada boazinha. Tem até uma coleção de bruxinhas na sua sala. Mas aí ela conheceu a personagem Emília, de Monteiro Lobato, e ficou encantada; a boneca tornou-se sua grande inspiração.  E, no fim das contas, Tatiana foi convidada para fazer a adaptação do Sítio do picapau amarelo, de Monteiro Lobato, para a televisão, em parceria com o marido Júlio Gouveia. Ela escrevia os textos, ele era o diretor e narrador. “Júlio era bonito e tinha uma voz linda”, diz com seu sorriso maroto. O programa fez tanto sucesso que ficou 12 anos no ar.

Com mais de 150 livros voltados ao público infanto-juvenil, Tatiana Belinky tem inúmeros textos traduzidos e adaptados, histórias clássicas que recontou, narrativas e poemas próprios, ora reais, ora inventados, e até um autobiográfico, Transplante de menina, além de diversas traduções de consagrados autores russos e alemães, direcionadas ao público adulto. Só em 2009, foram publicados cerca de 20 títulos, entre eles A lição do passarinho; Um caldeirão de poemas (vol.1 e vol.2); ABC; Sapatinho de cristal, História de lobo, História de terror, Uma roupa muito especial e vários outros da coleção Tapete de histórias; Andrócles e o leão; A charada do gorducho; Rimas de ninar.

Ideias não faltam para uma autora com tão privilegiada imaginação. “Acontecem sempre tantas coisas, é só prestar atenção, ficar de ouvidos e olhos bem abertos e depois escrever como se você estivesse contando aquilo. Meu trabalho é meu hobby predileto. Faço porque gosto e gosto do que faço! É uma sorte. Tenho tantas histórias para contar…” E há ainda tantas histórias lindas de Tatiana para serem contadas…

Entrevista feita por Lays Sayon Saade para a revista Platero, da Livraria Martins Fontes/2011

Deixe um comentário

17/06/2013 · 4:48 pm

OPERAÇÃO PRESENTE, a estreia divertida dos cinemas neste Natal

Filho mais novo do Papai Noel, o atrapalhado Arthur é completamente cativado pela magia do Natal, e é quem responde as cartinhas dos pequenos.  Já seu irmão mais velho, o competente Steve, comanda a super operação da entrega dos presentes de todas as crianças do mundo, liderando duendes treinadíssimos e uma moderna aeronave. Na véspera de Natal, um erro deixa uma garotinha sem presente e ela é ignorada por ser apenas uma em meio a milhões de entregas feitas. Mas Arthur não se conforma e, na companhia do gagá Vovô Noel e de uma duende que só pensa em deixar os presentes bem empacotados, passa por diversas situações numa emocionante e divertida aventura para entregar esse presente antes da manhã de Natal. Será que ele vai conseguir? Sucesso internacional, a animação está nos cinemas do Brasil também em 3D.

Operação Presente

 

ONDE

  • Shopping Pátio Paulista – Cinemark – Sala 111:45 | 14:05 | 16:25 exceto quinta  Cópia dublada 3D

  • Shopping Interlagos – Cinemark – Sala 4
    12:40 | 15:05 | 17:30 | 19:50  Cópia dublada 3D

  • Shopping SP Market – Cinemark – Sala 8
    11:40 | 14:10 | 16:45 | 19:10  Cópia dublada 3D

 

  • Shopping Anália Franco – UCI – Sala 8
    12:40 somente sábado e domingo | 14:50 | 17:00 | 19:10 | 21:20 | 23:30 somente sexta e sábado 

    Cópia dublada 3D

  • Cinemais Plaza Avenida Shopping – Sala 6

    14:10 | 18:50 
    Cópia dublada 3D

  • Shopping Market Place – Cinemark – Sala 8

    12:00 | 14:20 | 16:50 | 19:20 
    Cópia dublada 3D

  • Shopping Cidade Jardim – Cinemark – Sala 5

    12:40 | 15:00 | 17:20 
    Cópia dublada

  • Kinoplex Osasco – Sala 4

    14:10 | 14:10 | 16:20 | 16:20 | 18:40 | 18:40 | 20:50 | 20:50 
    Cópia dublada

  • Grand Plaza Shopping – Santo André – Cinemark – Sala 10

    11:30 | 13:45 | 18:35 
    Cópia dublada 3D

  • Centerplex Suzano Shopping – Sala 4

    13:40 | 16:00 | 18:20 | 20:30 
    Cópia dublada

  • Shopping Campo Limpo- Multiplex – Sala 4

    13:30 exceto terça e quinta | 15:30 
    Cópia dublada 3D

  • Centerplex Lapa – Sala 2

    13:30 | 15:40 | 17:50 
    Cópia dublada

  • Santana Parque Shopping – UCI – Sala 7

    14:00 exceto sábado e domingo | 16:10 | 18:20 | 20:30 | 22:45 somente sexta e sábado
    Cópia dublada 3D

  • Shopping D – Cinemark – Sala 2

    11:15 | 13:30 | 15:50 | 18:00 
    Cópia dublada 3D

  • Cinemark Praiamar Shopping – Sala 1

    13:50 | 16:10 | 18:30 | 21:00 | 23:15 somente sábado
    Cópia dublada 3D

  • Cinemark Jacareí Shopping – Sala 5

    12:40 somente sábado e domingo | 17:20 | 21:50 
    Cópia dublada

  • Arcoplex Rio Claro – Sala 5

    15:00 somente sábado, domingo e quarta | 17:00 
    Cópia dublada

  • Shopping Eldorado – Cinemark – Sala 5

    12:20 | 14:50 | 17:20 | 19:40 
    Cópia dublada 3D

  • Shopping Taboão – Sala 5

    13:30 exceto terça e quinta | 15:30 
    Cópia dublada 3D

  • Shopping Metrô Santa Cruz – Cinemark – Sala 6

    12:50 | 15:05 
    Cópia dublada 3D

  • Moviecom PrudenShopping – Sala 3

    14:10 | 16:20 | 18:50 
    Cópia dublada

  • Shopping União de Osasco – Cinemark – Sala 9

    12:00 somente sábado e domingo | 12:00 somente sábado e domingo | 14:40 | 14:40 | 17:20 | 17:20 | 19:40 | 19:40 
    Cópia dublada 3D

  • Arcoíris Cinemas Prudente Parque Shopping – Sala 3

    15:00 | 17:00 
    Cópia dublada

  • Shopping Jardim Sul – UCI – Sala 5

    14:00 exceto sábado e domingo | 16:10 | 18:20 | 20:30 | 22:40 somente sexta e sábado
    Cópia dublada 3D

  • Shopping Internacional Guarulhos – Cinemark – Sala 6 – 3D

    00:10 somente sábado | 12:30 | 14:50 | 17:10 | 19:30 | 21:50 
    Cópia dublada 3D

  • Moviecom – Boa Vista – Sala 3

    14:10 | 16:30 | 18:50 
    Cópia dublada

  • Circuito Cinemas – Guarulhos – Sala 4

    13:10 | 15:20 | 17:30 | 19:40 | 21:50 
    Cópia dublada

  • Centerplex Mogi Shopping – Sala 2

    15:05 | 15:05 | 17:10 | 17:10 | 19:20 | 19:20 
    Cópia dublada

  • Moviecom Jaraguá – Sala 2

    14:10 | 16:20 | 18:50 
    Cópia dublada

  • Moviecom Maxi Shopping – Sala 4

    17:00 | 21:20 
    Cópia dublada 3D

  • Cinemais Marília – Sala 3

    16:50 | 21:00 
    Cópia dublada

  • Cine Shopping Piracicaba – Sala 4

    13:00 somente sábado, domingo e quarta | 15:00 
    Cópia dublada 3D

  • Moviecom Maxi Shopping – Sala 7

    14:30 | 16:40 | 18:50 
    Cópia dublada

  • Shopping ABC – Playarte – Sala 2

    13:30 exceto terça e quinta | 15:40 exceto terça e quinta | 17:50 exceto terça e quinta | 20:00 exceto terça e quinta | 22:10 somente sexta e sábado

  • Cinépolis Largo 13 – Sala – 06

    13:10 | 15:20 | 17:40 
    Cópia dublada 3D

  • Cinépolis Iguatemi Alphaville – Sala 05

    14:30 | 19:10 | 21:30 | 23:45 somente sexta e sábado
    Cópia dublada 3D

  • Shopping Plaza Sul – Multiplex Playarte – Sala 6

    12:00 | 14:10 | 16:20 | 18:30 | 20:40 | 22:50 somente sexta e sábado
    Cópia dublada 3D

  • Shopping Center Norte – Cinemark – Sala 2

    12:10 | 14:30 | 16:50 
    Cópia dublada 3D

  • Espaço Unibanco Pompéia – Sala 3

    00:00 somente sábado | 13:10 | 15:20 | 17:30 | 19:40 | 21:50 
    Filme 3D

  • Cine Plaza Shopping Itu – Sala 3

    13:30 exceto terça e quinta | 15:00 somente terça e quinta
    Cópia dublada 3D

  • Cinemark – Mooca Plaza Shopping – Sala 5

    13:10 | 15:35 | 18:10 
    Cópia dublada 3D

  • Shopping Metrô Box Itaquera – Sala 4

    14:40 | 16:50 | 19:00 | 21:10 
    Cópia dublada

  • Extra Anchieta – Cinemark – Sala 3

    11:30 | 14:10 | 16:40 | 19:10 
    Cópia dublada 3D

  • Raposo Shopping – Sala 5

    12:00 somente sábado e domingo | 14:20 | 17:20 | 19:40 | 21:50 
    Cópia dublada 3D

  • Moviecom Taubaté – Sala 1

    14:10 | 16:20 | 18:50 
    Cópia dublada

  • Shopping Penha – Moviecom – Sala 1

    15:20 | 17:30 | 19:40

  • Shopping Central Plaza – Cinemark – Sala 2

    12:50 | 15:05 
    Cópia dublada 3D

  • Kinoplex Vila Olímpia – Sala 1

    14:10 | 16:20 | 18:40 
    Cópia dublada

  • Shopping Metrô Tatuapé – Sala 04

    11:20 | 13:50 | 18:40 
    Cópia dublada 3D

  • Shopping Butantã – Playarte – Sala 2

    13:30 | 15:40 | 17:50 | 20:00 
    Cópia dublada

  • Shopping Villa-Lobos – Cinemark – Sala 4

    11:15 | 13:50 | 16:10 exceto quinta | 18:30 exceto quinta | 21:30 somente quinta
    Cópia dublada 3D

  • Praça da Moça – Playarte – Sala 2

    14:30 exceto terça e quinta | 16:40 exceto terça e quinta | 18:50 exceto terça e quinta | 21:00 exceto terça e quinta
    Cópia dublada

  • Shopping Granja Vianna – Cinemark – Sala 1

    12:20 | 14:40 
    Cópia dublada 3D

  • Shopping Interlar Aricanduva – Cinemark – Sala 14

    11:00 | 13:25 | 15:55 | 18:15 
    Cópia dublada 3D

  • Centerplex Itapevi – Sala 2

    14:20 | 16:30 | 18:50 
    Cópia dublada

  • Shopping Tamboré – Cinemark – Sala 2

    11:50 | 14:05 | 16:25 exceto quinta | 18:45 exceto quinta
    Cópia dublada 3D

Deixe um comentário

Arquivado em Informativo Cultural ML Jornalismo

Cultura e Lazer nº 44: OPERAÇÃO PRESENTE, a estreia divertida dos cinemas neste Natal / ACORDEI EM WOODSTOCK, uma delicosa viagem na companhia de Ignácio de Loyola Brandão

 

Clique na imagem para acessar a página

Deixe um comentário

Arquivado em Informativo Cultural ML Jornalismo

Dicas de lazer e cultura

Clique na imagem para aumentar

 

Deixe um comentário

Arquivado em Informativo Cultural ML Jornalismo

Newsletter da ML Jornalismo

Dicas de Lazer e Cultura n. 42

Clique na imagem para aumentar

Deixe um comentário

Arquivado em Informativo Cultural ML Jornalismo

34ª Mostra Internacional de Cinema

34ª Mostra Internacional de Cinema traz novidade: sessão ao ar livre

De 22 de outubro a 4 de novembro de 2010, a 34ª Mostra Internacional de Cinema exibirá mais de 400 filmes dos mais variados países em aproximadamente 20 espaços espalhados pela capital paulista, entre cinemas, museus e centros culturais.

Cena do filme Metropolis

A edição 2010 da Mostra conta com uma novidade: sessão de cinema ao ar livre! No dia 24 de outubro, o espectador poderá conferir gratuitamente, na parte externa do Auditório Ibirapuera, a versão original do longa-metragem mudo Metrópolis, do cineasta austríaco Fritz Lang.

O filme, resultado de um dos mais significativos projetos de restauração da história do cinema – conduzido pela Fundação Murnau de Wiesbaden, na Alemanha -, será acompanhado pela trilha sonora original de Gottfried Huppertz, executada ao vivo pela Orquestra Jazz Sinfônica.

SESSÃO AO AR LIVRE
Filme: Metrópolis (1927), de Fritz Lang
Onde: parte externa do Auditório Ibirapuera
Av. Pedro Álvares Cabral, portão 2
Quando: dia 24 de outubro, às 20h
Quanto: grátis
Site da mostra: http://www.mostra.org

Deixe um comentário

Arquivado em Informativo Cultural ML Jornalismo