O TEATRO MAIS QUERIDO DA CIDADE

Centenário, o Theatro Municipal de São Paulo está em plena forma: é um dos mais modernos espaços musicais e artístico da cidade, após uma reforma total que durou três anos. Cartão postal de São Paulo, o prédio histórico abriga muitas obras de arte, entre cristais, vitrais e mosaicos – no salão nobre, por exemplo, foram restaurados os detalhes folheados a ouro, os espelhos, as molduras de latão belga, os vitrais alemães e as pinturas no teto, do artista Oscar Pereira da Silva. Entre as várias atrações, as fixas estão por conta da Orquestra Sinfônica Municipal, Orquestra Experimental de Repertório, Balé da Cidade de São Paulo, Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo, Coral Lírico, Coral Paulistano e as Escolas de Dança e de Música.

Arquitetura arrojada

Financiado sobretudo pelos barões do café, o Theatro foi projetado no começo do século 19 pelo arquiteto Ramos de Azevedo e os italianos Cláudio e Domiziano Rossi. Considerada arrojada para a época, sua arquitetura foi influenciada pela Ópera de Paris e traços renascentistas barrocos do século 17. Levou nove anos para ser construído, sendo inaugurado em 1911, diante de uma multidão de 20 mil pessoas. Por seu palco, passaram nomes famosos como Maria Callas, Enrico Caruso, Arturo Toscanini, Claudio Arau, Arthur Rubinstein, Ana Pawlova, Nijinsky, Isadora Duncan, Nureyev, Margot Fonteyn, Baryshnikov, Duke Ellington e Ella Fitzgerald, só para citar alguns dos grandes. Sem esquecer que foi lá que o mundo das artes no Brasil teve seu mais importante movimento: a Semana de Arte Moderna de 1922.

Tradição e modernidade

A REVITALIZAÇÃO DO RESTAURANTE LEVA A ASSINATURA DOS IRMÃOS CAMPANA

A REVITALIZAÇÃO DO RESTAURANTE LEVA A ASSINATURA DOS IRMÃOS CAMPANA

Atração à parte, o restaurante e café do Theatro Municipal de São Paulo não satisfaz somente o apetite do visitante, como também é de encher os olhos! O design do mobiliário e da decoração leva a assinatura dos irmãos Humberto e Fernando Campana. Na última reforma, o charmoso local ganhou lindos espelhos assimétricos, que ampliam o ambiente e refletem todos os afrescos do teto e das paredes, novas mesas e luminárias de bronze – o layout das mesas foi mantido e as cadeiras são as mesmas da década de 1950, porém restauradas. Os designers se preocuparam em fazer um projeto que multiplicasse a visibilidade dos elementos arquitetônicos da sala, ou seja, a ideia não era chocar ou criar grandes contrastes, mas valorizar a arquitetura do Theatro. O resultado final é pura harmonia entre tradição e modernidade, que ganhou, inclusive, destaque na edição online do jornal The New York Times. O espaço de 1.200 m2, com capacidade para 38 pessoas, oferece café da manhã e almoço. Nos horários de espetáculo, funciona como bar, com cardápio de salgados e bebidas, além do delicioso cafezinho.

Conheça sua história

Vale a pena visitar também o Museu do Theatro, que guarda sua história artística e social. O acervo conta com mais de 6 mil

Salao Nobre do Theatro Municipal de São Paulo

Salao Nobre do Theatro Municipal de São Paulo

fotografias, 30 mil documentos sobre as atividades no campo da dança, teatro, música e ópera, figurinos e algumas raridades, como programas de teatro feitos por Tarsila do Amaral e Anita Malfatti.

THEATRO MUNICIPAL DE SÃO PAULO
Praça Ramos de Azevedo, s/nº – Centro – SP
Fone: (11) 3397-0300
http://www.prefeitura.sp.gov.br

 

 

FOTOS: SYLVIA MASINI

Matéria da Revista HG Casa, publicação da Grafite Feiras, produzida pela ML Jornalismo

Deixe um comentário

Arquivado em HG Casa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s