Livros GLS – O arco-íris na literatura


O mercado dirigido ao segmento LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros) está se intensificando cada vez mais em todo o mundo, atingindo mais de 600 milhões de homossexuais assumidos. O sucesso das paradas gays em inúmeras cidades é uma prova da extensão do público que atinge. No Brasil, conforme dados publicados no livro O mercado GLS, de Franco Reinaudo e Laura Bacellar, a população de gays e lésbicas economicamente ativos é de 9,4 milhões de pessoas. Pesquisas apontam que eles dispõem de uma renda cerca de 30% acima da média, são consumidores exigentes e têm uma bagagem maior de cultura e informação. É um segmento com grande potencial de crescimento e ainda pouco explorado.

No mercado editorial, a literatura GLS vem ganhando espaço com obras de excelente qualidade literária. Um dos pioneiros no país foi o Grupo Editorial Summus, que criou o selo Edições GLS em 1998. “Constatamos que havia uma demanda voltada para esse público”, afirma Soraia Bini Cury, editora-executiva do grupo. A editora começou lançando títulos que abordam questões relacionadas à homossexualidade, como sexualidade, aceitação, preconceito e homofobia. São livros de esclarecimentos de psicólogos, psiquiatras, médicos e sociólogos voltados não apenas aos homossexuais, mas ao público em geral – alguns até adotados em escolas para capacitar educadores. Nessa vertente, estão disponíveis, entre outros, Terapia afirmativa, em que o psicólogo Klecius Borges faz um resumo bastante didático sobre a abordagem clínica que considera a homofobia, e não a homossexualidade, uma patologia, e Auto-estima para homossexuais, de Kimeron Hardin, um guia que ajuda homens e mulheres homossexuais a se respeitarem e se amarem.

A outra linha da GLS engloba romances, contos e crônicas de escritores gays ou com temática gay. Muitos títulos são best-sellers, como O terceiro travesseiro, de Nelson Luiz de Carvalho, campeão de vendas que, baseado em fatos reais, narra o período em que dois garotos adolescentes vivem o encantamento da descoberta da paixão; No presente, de Márcio El-Jaick, conta a história de André, um menino que, em meio a problemas de aceitação entre os colegas de escola e tensões familiares, começa a compreender algumas facetas do mundo adulto e a descobrir a própria personalidade; Entre mulheres, de Edith Modesto, traz relatos de lésbicas de todas as idades e classes sociais que tiveram experiências boas ou difíceis; A TV no armário, de Irineu Ramos Ribeiro, analisa a programação das emissoras de televisão e como elas ainda se pautam pelo preconceito e pela falta de informação; em Sexo entre mulheres, Susie Bright, cansada de ler manuais nebulosos sobre o que duas mulheres fazem na cama, escreve com humor sobre sexo, brinquedos e fantasias; O que a Bíblia realmente diz sobre a homossexualidade, de Daniel A. Helminak, cita fielmente todos os trechos da Bíblia em que há menção de homossexualidade, apontando o engano de quem vê condenação de homossexuais.

“No início, enfrentamos muito preconceito”, observa Soraia Cury. “Apesar de já ter diminuído um pouco, o preconceito ainda existe. Prova disso é que a maioria das livrarias não tem uma seção específica para literatura GLS, colocando esses livros nas prateleiras de literatura geral ou, pior, na de sexualidade, o que é um engano, porque nem todos os livros com essa temática falam sobre sexo. Atualmente, as Edições GLS representam 10% do faturamento do Grupo Editorial Summus e entre os campeões de venda estão muitos títulos GLS. O investimento nesse mercado continua: acabamos de lançar Cine arco-íris, de Stevan Lekitsch, trabalho primoroso que reúne filmes com temática LGBT produzidos em um período de 100 anos, e está no prelo Para sua jukebox, do Márcio El-Jaick.”.

Leitura sem preconceito

Cama King Size, de Igor Capezzi
Os caminhos de Lumia, de Lara Orlow
Glamour, de Drikka Silva
Lésbicas na TV The L Word, de Adriana Agostini
Proibido amor, de Davy Rodrigues
Aquele dia junto ao mar, de Karina Dias
Trilogia lésbica, de Ronaldo Ventura
Uma outra verdade, de Cláudio Picazio
Rei do cheiro, de João Silvério Trevisan
Orgia – Os diários de Tulio Carella, de Tulio Carella

Revista Platero nº 20 www.revistaplatero.com.br.

A Revista Platero é uma publicação produzida pela ML Jornalismo para a Livraria Martins Fontes

 

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Revista Platero

2 Respostas para “Livros GLS – O arco-íris na literatura

  1. Havena

    Gostaria de sugerir a leitura do livro Cidade do Anjo, de Rafael Nova. É um livro gay e meio adolescente.

    Curtir

  2. Passando para deixar uma dica de leitura:

    CONFIRA: http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-227667952-livro-de-sergio-viula-em-busca-de-mim-mesmo-_JM

    Muita gente está curtindo. Veja alguma opiniões aqui:
    http://www.foradoarmario.net/p/reacoes-de-alguns-leitores-de-em-busca.html

    Por um Brasil sem homofobia,

    Sergio Viula

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s