Construção civil

UM ANO EXCEPCIONAL PARA A CONSTRUÇÃO CIVIL

Em 2010, o PIB da construção cresceu 11%, bem acima dos 7,6% da economia brasileira

Teve céu de brigadeiro na indústria da construção civil no ano passado. Os investimentos no setor superaram todas as expectativas, tendo sido 33% maiores que os 250 bilhões de dólares investidos em 2009. Infraestrutura e habitação foram os setores mais beneficiados com o incremento das obras do PAC – Programa de Aceleração do Crescimento e do programa Minha Casa, Minha Vida. Os recursos provenientes do Sistema Financeiro da Habitação superaram R$ 80 bilhões, financiando mais de um milhão de unidades. Só na Região Metropolitana de São Paulo, foram lançadas 7.775 unidades residenciais, um crescimento de 27% em relação a 2009. A predominância foram imóveis econômicos e supereconômicos nos municípios localizados no entorno da capital paulista.

Ana Maria Castelo: "O desafio será manter esse crescimento"

“Um diferencial importante que se deve observar é a mudança significativa na dinâmica do desenvolvimento do país, com o forte desempenho das regiões Norte e Nordeste”, ressalta a economista Ana Maria Castelo, coordenadora de projetos do Instituto Brasileiro de Economia (IBRE) da Fundação Getúlio Vargas. “Desta maneira, 2011 começou com a economia trabalhando num ritmo acelerado”.

Para ela, o desafio, sem dúvida, será manter esse crescimento com os problemas que estamos começando a enfrentar, como as taxas de inflação acima da meta esperada e a deterioração das contas externas e das contas públicas. O aumento de custos setoriais também é fator de preocupação. O INCC-M acumulou no ano alta de 7,6%, bem superior à taxa de 3,2% registrada em 2009. “No setor da construção civil, as prioridades são aumentar a oferta de trabalhadores qualificados e expandir as fontes de recursos para os investimentos em infraestrutura e em habitação. As condições de sucesso, no entanto, são muito favoráveis. Para este ano, espera-se uma expansão real do PIB de 5% e, para o PIB da construção, 6,1%”.

Mais carteiras assinadas

As medidas tomadas para impulsionar a construção civil exerceram forte influência no combate ao desemprego: em 2010, foram gerados mais de 300 mil novos empregos, um aumento de 15% em relação a 2009 e, o que é mais importante, com carteira assinada. Nas regiões Norte e Nordeste, o crescimento no setor foi ainda maior, atingindo, respectivamente, um aumento de 23,3 % e 27,4%. “Esse movimento de formalização da mão de obra já se percebe há alguns anos”, analisa a coordenadora de projetos do IBRE. “De dezembro de 2005 a dezembro de 2009, houve um crescimento de 45% no emprego com carteira assinada na construção civil, o equivalente a 10% ao ano”.

Por isso, para 2011, a preocupação é justamente a falta de mão de obra e o aumento dos custos decorrentes da maior procura por trabalhadores qualificados. “Este foi o componente que mais pressionou os custos da construção em 2010”, avalia a economista. Outra preocupação é com as medidas adotadas pelo Banco Central para reduzir o ritmo do crescimento econômico. A possibilidade de cortes nos investimentos e o aumento da inflação também merecem atenção do setor.

Mesmo com essa rota de crescimento, ainda há muito a ser feito pela construção civil. Estudos realizados pela Fundação Getúlio Vargas estimam que, nos próximos 12 anos, as necessidades habitacionais do Brasil serão de 23,5 milhões de novas moradias, demandando uma área de 900 milhões de metros quadrados de terrenos urbanos. Além disso, o país necessita investir fortemente em infraestrutura urbana. Pesquisas efetuadas junto aos empresários do setor demonstram que eles se mantêm otimistas e continuam apostando nos lançamentos para a baixa renda. Para combater a falta de mão de obra especializada, a saída é, segundo eles, investir em novas tecnologias e máquinas e equipamentos. Por ser altamente geradora de empregos, com o incremento do programa Minha Casa, Minha Vida e expectativas de aumento dos investimentos, a construção civil tem tudo para continuar sendo a bola da vez.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Jornal Sobloco Informa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s